Salada de Tomate e Ricota

.

Salada de Tomate e Ricota

Tempo de Preparo

10 minutos

Rendimento

1 porção

Custo

Baixo

1 tomate maduro porém firme
1/2 cebola roxa
2 colheres (sopa) de salsinha
q/n de sal e pimenta
1/2 limão (suco)
2 colheres (sopa) de azeite
3-4 colheres (sopa) de ricota
Fatie os tomates e a cebola em rodelas finas, arrume no prato os tomates com a cebola coloque por cima a ricota.  A parte faça um vinagrete com os outros ingredientes, regue a salada e sirva. Se preferir troque a salsinha por folhas de manjericão.
  

Risoto de Gorgonzola com Peras e Amêndoas

.

Risoto de Gorgonzola Peras e Amêndoas

Tempo de Preparo

30 minutos

Rendimento

4 porções

Custo

Médio

2 peras
1 colher (sopa) de manteiga
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
1 e 1/2 litro de caldo de legumes
2 colheres (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) de azeite
1 cebola pequena em cubinhos
1 xícara (chá) de vinho branco
150 gramas de queijo gorgonzola
50 gramas de lascas de amêndoas

Corte as peras em cubinhos e doure com 1 colher de manteiga, em outra frigideira toste as lascas de amêndoas e reserve as duas preparações. Em uma panela grande de fundo grosso refogue a cebola com o azeite e a manteiga, até que fique translúcida. Incorporare o arroz, deixe refogar até nacarar o grão e comece a mudar de cor. Coloque o vinho branco e mexa até que o álcool se evapore por completo. Incorpore uma concha de caldo de legumes fervendo toda vez que o arroz já tenha absorvido o líquido. Mexa continuamente e acrescente mais caldo, até que o risoto fique cremoso e o grão de arroz “al dente”, neste momento acrescente as peras douradas na manteiga -reserve um pouco para a decoração- e o gorgonzola em cubinhos, mexa delicadamente até incorporar. Reserve por um minuto e sirva o risoto salpicado com as amêndoas tostadas.

Dica Là Mere

Para que as peras fiquem com uma cor mais dourada, acrescente um pouco de páprica à preparação.

  

Caponata Italiana

Caponata Italiana 3-1

Caponata Italiana

Tempo de Preparo

45 minutos

Rendimento

750 gramas

Custo

Baixo

1 litro de água
2 Berinjelas medias em cubos
1/2 xícara (chá) Açúcar
1/2 xícara (chá) Vinagre de Vinho Tinto
1/3 Pimentão Verde sem pele e sem semente em cubos
1/3 Pimentão Vermelho sem pele e sem semente em cubos
1/2 Pimenta dedo de moça sem semente picada
1/2 xícara (chá) cebola picada
1 dente de alho picado
1/2 xícara (chá) de Uvas Passas
1/2 xícara (chá) de Nozes picada
3 colheres (sopa) de Azeitonas Verdes ou Pretas picada
3 colheres (sopa) de Alcaparras picada
q/n Salsinha/Cebolinha/Hortelã
q/n Sal

Em uma panela coloque a água com o açúcar e o vinagre, quando ferver adicione as berinjelas cortadas em cubinhos e deixe de 3 a 5 minutos. Coe e deixe esfriar. Logo, adicione o restante dos ingredientes e misture bem. Prove, o sabor deve ficar levemente adocicado. Retifique se for preciso e sirva gelado ou a temperatura ambiente com torradas.

  

Como fazer: O risoto perfeito

Quem acompanha o Blog sabe que eu adoro fazer Risoto, vira e mexe estamos colocando uma receita nova por aqui. Na última receita comecei a perceber eu estava colocando tantas dicas que o texto ia ficar enorme, e como fazer risotos é uma das minhas especialidades, resolvi passar todos os meus segredos em uma única postagem.

Jamie's Italian 6

Foto: Jamie’s Italian (Jamie Oliver em Oxford, Inglaterra) Risoto de Parmesão com mini tomates e Ervas Frescas. Arquivo pessoal.

1 – Escolha um arroz especial para risoto, carnaroli, arbório ou vialone nano. Não adianta querer fazer risoto com arroz comum, estas variedades liberam a quantidade de amido necessária para a cremosidade que o risoto precisa.

2 – Nunca lave o arroz, pelo mesmo motivo citado acima, arroz italiano tem muito amido, necessário para a cremosidade, se você lavar o amido vai se perder.

3 – Use Vinho, não precisa ser um vinho caro, mas bom o suficiente. Ele ajuda a liberar o amido e ainda aporta sabor. Vinho branco e seco é mais usado, deixe o vinho tinto só para receitas que pedem tinto, como os risotos com carne. Algumas receitas não tão tradicionais levam espumante, saque, cerveja ou alguma bebida destilada.

4 – Faça o propio caldo, além de mais saboroso, é também mais saudável, deixe os caldos industrializados para quando estiver sem tempo. Se o seu risoto for de carne, faça um caldo de carne, se for de frango, use caldo de galinha e se for com peixes ou frutos do mar prefira o de peixe.  O caldo de verdura/ervas é o que eu mais uso e substitui todos os outros. Nunca coloque sal no caldo, o ideal é colocar sal no risoto só no final, quando todos os ingredientes já foram incorporados.

A quantidade de caldo muda de arroz para arroz, o melhor é usar seu instinto e paladar culinário, prove sempre, o arroz deve ficar al dente e não cru, não hesite em colocar mais água no seu caldo se achar que não será suficiente. Não esqueça de só adicionar caldo fervendo, caso contrario o tempo de cocção mudará.

5 – Use uma panela larga e baixa, para que todo o arroz fique em contato com o caldo durante todo o cozimento, e de fundo grosso para que o calor seja proporcional por toda a panela. As de fundo fino também deixam o caldo evaporar mais rápido sem que o arroz o absorva de maneira correta.

6 – Temperos, prefiro não usar alho nem cebola, sempre uso alho poro que é mais neutro ou a chalota, que é dificil de encontrar mais é outro substituto neutro para o alho e a cebola.

7 – Refogue em Azeite ou óleo vegetal, se quiser usar manteiga pode, mas coloque um fio de azeite junto para que ela não queime. Nada de usar margarina, na minha cozinha e na minha casa não entram margarina. Refogue até que o alho poro ou a chalota fiquem transparentes, acrescente o arroz e refogue até que ele fique translucido ou nacarado, só assim acrescente o vinho.

8 – Fogo: Fogo médio-alto para refogar, médio-baixo para cozinhar e desligado para finalizar.

9 – Mexa sempre, mexer ajuda o arroz liberar o amido e cozinhar e absorver o caldo por igual. Alguns dizem que é mito, mas eu já provei a veracidade da dica.

10 – O tempo de cocção não ultrapassa a faixa dos 15 a 20 minutos.  Algumas receitas pedem cozinhar o arroz por apenas 15 minutos e deixar a panela tampada por 5 minutos antes de servir, mas eu gosto de cozinhar por 18 a 20 minutos e servir imediatamente.

11 – Finalize-o fora do fogo, com algo que dê brilho e cremosidade. Acrescente manteiga, azeite e parmesão. Risotos a base de peixe e frutos do mar costumam não levar manteiga e queijo. Alguns queijos cremosos como mascarpone também podem ser usados, finalize também com leite de coco os risotos com especiarias asiáticas. Fuja das receitas que levam requeijão ou creme de leite.

Ervas frescas também devem ser adicionadas somente no final da preparação e com o fogo apagado.

12 – O risoto deve ser cremoso, nada de deixar aquele arroz que mais parece um reboco. Quando colocar o risoto no prato ele deve deslizar lentamente e se espalhar pelo prato.

13 – Sirva imediatamente, de preferencia em um prato fundo para conservar melhor a temperatura.

Estas são as minhas Dicas para um risoto perfeito, você tem alguma? Conta pra gente!

  

Dicas da Nutricionista: Líquidos nas refeições: pode ou não pode?

Liquidos na Refeição 1O ideal é evitar a ingestão de líquidos junto com as principais refeições (almoço e janta). Refrigerantes e água gaseificada devem ser os mais evitados, caso queira tomar alguma coisa opte por sucos naturais ou água. A ingestão de líquidos junto com os alimentos pode causar os seguintes problemas:

- Dilatação do estômago: lembre-se que nosso estômago é um músculo, e nossa intenção é diminuir o tamanho dele e não aumentar, quanto mais dilatado o estômago mais fome sentimos.

- Má digestão: o meio ácido do estômago fica muito diluído, retardando assim o processo de digestão.

- Má absorção dos nutrientes: a má digestão leva consequentemente a uma má absorção dos nutrientes.

O recomendado é ingerir líquidos cerca de 40 minutos antes e/ou 40 minutos depois da refeição!

Difícil comer sem beber nada? Garanto a vocês que isso é uma questão de costume, na minha casa todos já se acostumaram com essa idéia e nem copos colocamos na mesa. E você, toma alguma coisa na hora do almoço/jantar? Tem mais alguma dúvida? Deixe nos comentários.

Convido a todos para verem a matéria sobre TPM que gravei para o programa VERSÃO MULHER. Confiram as dicas para melhorar os sintomas deste mal que afeta as mulheres devido a variação dos níveis hormonais no corpo durante a fase pré menstrual. Lembrando que a Menopausa é uma TPM constante, portanto as dicas valem para toda a faixa etária de mulheres que sofrem tanto com os sintomas de TPM quanto da menopausa.

Foto: Maxisciences