Berinjela Grelhada com Molho de Tahine

Beringela Grelhada com Molho de Tahine 1Este prato marroquino é simples mas cheio de sabor, além disso, é muito fácil de fazer. Fica maravilhoso como entrada ou como acompanhamento. Você pode faze-lo no dia anterior e retirar da geladeira 20 minutos antes de servir.

Berinjela Grelhada com Molho de Tahine

Tempo de Preparo

30 minutos

Rendimento

4 porções

Custo

Baixo

2 berinjelas
q/n de azeite de oliva
q/n de sal
q/n de pimenta do reino

1/2 limão (suco)
q/n de azeite de oliva
q/n de tomilho fresco

1 colher (sopa) de Tahine
2 colheres (sopa) de iogurte natural
1/2 limão limão (suco)
1 colher (chá) de mel
1 dente de alho

Corte a berinjela em rodelas de 1 cm. Coloque sal e pimenta e um pouco de azeite de oliva. Distribua as rodelas em dois pratos, cada berinjela em um, leve ao microondas por 4 minutos cada prato. Esquente a grelha e grelhe todas as rodelas por 2-3 minutos cada lado.

Coloque-as em um prato para servir e regue por cima um pouco de azeite de oliva, o suco de meio limão e as folhinhas de tomilho fresco.

Para o molho de Tahine, descasque o dente de alho e leve ao microondas por 1 minuto, em seguida, amasse-o até virar uma pasta. Junte todos os ingredientes e sirva com as berinjelas grelhadas.

Dica Là Mere

Este molho de Tahine também fica delicioso com cordeiro ou frango grelhado. Você pode fazer em maior quantidade e guarda-lo em um pote de vidro dentro da geladeira por 4 dias.

  

Risoto de Abóbora com Curry de Madras

O Curry de Madras é originário do Sul da Índia, tem sabor apimentado e aroma marcante. Seus ingredientes são: coentro, cominho, cúrcuma, gengibre, louro, mostarda clara, pimenta calabresa e pimenta do reino.

Dentro da cultura oriental, este Currry é uma das mais tradicionais masalas. Pode ser usado com carnes brancas e vermelhas, cozido com legumes ou até mesmo em arroz ou marinadas.

Você encontra o Curry de Madras na Grão-Vizir Masalas & Especiarias.

Risoto de Abóbora com Curry de Madras 1Esta receita foi criada especialmente para a nossa parceria com a Grão-Vizir Masalas e Especiarias, você pode conhecer um pouco mais dessa parceria aqui -> Parceria Grão-Vizir & La·Mère.

Curry de Madras

Risoto de Abóbora com Curry de Madras

Tempo de Preparo

1 hora

Rendimento

6 porções

Custo

Médio-Baixo

2 litros de água filtrada
1/2 abóbora cabochá
1 colher de azeite de oliva
1 colher (sopa) rasa de Curry de Madras

2 colheres de azeite de oliva ou óleo de coco
1/2 cebola
1/3 de alho poró (parte branca)
2 xícaras (chá) de arroz arbóreo
1/2 xícara de vinho branco

3-4 colheres (sopa) de leite de coco
1 colher (sopa) de manteiga ou ghee
1 punhado de sálvia fresca

Corte e retire a casca e as sementes da abóbora cabochá, em seguida, corte-a em cubos pequenos. E uma panela, coloque uma colher de azeite de oliva e deixa que a abóbora doure levemente junto com o curry de madras. Cubra com os 2 litros de água e deixe cozinhando até a abóbora se desfazer quase por completo (se quiser pode bater no liquidificador/mixer ou simplesmente usar um amassador de batata.

Corte a cebola e o alho poró em cubos pequenos e refogue em uma panela de fundo grosso junto com o azeite de oliva ou o óleo de coco. Em seguida, coloque o arroz arbóreo e deixe refogar por 1 minuto. Verta o vinho e deixe que o arroz absorva, logo, vá acrescentando o caldo de abóbora pouco a pouco, sempre que o arroz estiver quase secando, acrescente mais caldo, não deixe de mexer o arroz durante toda o cozimento (20m aprox).

Desligue o fogo, lembre-se de deixar o arroz bem “caldoso“, risoto não pode ser uma “massaroca“, ele precisa deslizar no prato. Já com o fogo apagado, coloque a manteiga e as colheres de leite de coco. Decore com as folhas de sálvia e salpique um pouco de curry de madras para finalizar. Sirva em seguida.

  

Dica de Restaurante: Chez L’Ami Martin – Rio de janeiro

Essa não foi minha primeira vez no restaurante Chez L’Ami Martin, ano passado, quando o restaurante ainda existia no Leblon, comemoramos nosso aniversário de casamento por lá. A casa estava lotada, o atendimento era muito simpático e ainda existia o menu Itaú Personnalite, que era delicioso. Queríamos voltar lá para reviver essa experiencia bacana e aproveitar para fazer a matéria para o blog.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 11Dia 12 de junho, decidimos em cima da hora comemorar o dia doa namorados, já que não esta nada fácil dar uma escapadinha de casa (a Milena está com 5 meses de idade). Liguei para fazer a reserva e descobri que agora a casa só está no Fashion Mall em São Conrado, o que foi muito estranho saber, já que o restaurante vivia lotado e cheio de artistas, acredito ser mais um caso dos altos alugueis no Leblon. Mas emfim, reserva feita, era só se arrumar e ir.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 4Começamos a noite com um vinho francês, varietal de uva Carignan da Domaine Lafage, feito na região de Lanquedoc-Roussillon no sul da França.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 5Apesar de saboroso, este vinho não é muito marcante, não tinha muito corpo e no final do jantar você não leva ele na memória. A garrafa custou 115,00 R$ e a água com gás 6,00 R$.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 1Quando vou a um restaurante, dificilmente eu peço uma salada de entrada, mas dessa vez, essa me pareceu bem tentadora. Chêvre “Chavignole”, queijo de cabra Chavignole, empanado com farinha de nozes e amêndoas, servido com torrada quente, frutas frescas, mix de folhas temperadas com azeite de avelã e presunto cru.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 2Achei um pouco exagerada, com muitos elementos, se você reparar ali no fundo (na primeira foto) tem uma beterraba e um purê de berinjela, na frente tem mais nozes, tomate, uvas, figos… Ufa! Ainda tem o tamanho da porção, achei muito grande, fiquei praticamente satisfeita, só pedi o prato principal porque queria colocar a matéria completa no blog, caso contrário teria ficado só com a salada, que custou 40,00 R$.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 3O Ariel escolheu o La “Gauffre salé” Specialitée de la Maison, um waffle da casa com receita exclusiva do Chef Pascal Jolly, assado na hora e coberto com queijo burrata italiano, tomate assado, fatias de presunto cru, azeitonas e folhas de rúcula, temperados com azeite extra virgem, flor de sal e pimenta do reino moída na hora. No site do restaurante você pode acessar o menu, que diz que a receita é perfeita para compartilhar entre duas pessoas, mas no menu do restaurante isso não vem escrito, o resultado foi mais uma entrada grande, deixando quase impossível pedir o prato principal. Preço: 52,00 R$.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 7De prato principal, pedi o único prato de cordeiro da casa. L’épaule Braisée, paleta de cordeiro, assada com mix de especiarias provençais e ervas frescas, servida com risoto de aspargos frescos, legumes da horta e molho de cordeiro defumado de hortelã fresca.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 8Meu único “problema”: o prato veio com um pedaço de filme plástico! Eu até entendo, a carne é desfiada e para dar o formato aredondado a carne é “enrolada” e depois “selada” com o filme plástico para poder manter a forma, mas isso não justifica um restaurante do nível esquecer ela no prato do cliente, ainda mais quando o Chef está na casa, dando voltas pelo salão. A minha sorte foi ter encontrado antes de levar a boca, mas outra pessoa poderia ter engasgado ou até mesmo engolido. Preço do prato: 78,00 R$.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 9O Ariel pediu outro prato Clássico da casa, En escalopes aves des pâtes, Paillard de filé mignon com tagliatelini ao molho de parmesão Grana Padano. A carne estava saborosa mas o Ariel fez muito “caso” com a massa, ele afirmou que parecia massa de “mercado” (não confirmamos a suposição) e o molho não era nada que não poderíamos fazer em casa. O prato custaria 60,00 R$, mas não foi cobrado, devido aos “erros” da casa.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 10Pedir ou não pedir sobremesa? Depois de tão fartos pratos, resolvemos pedir a sobremesa somente para poder colocar no blog, já que estavamos bem satisfeitos. Pedimos uma sobremesa especial para o dia dos namorados, Farandole de desserts, mix de mini sobremesas do Chef: Mini creme brullé com banana, profiteroles da casa, o famoso Pain Perdue e uma bola de sorvete de baunilha de bourbon em uma coroa de caramelo. Pediria de novo? Nãoo! O chantilly do Pain Perdue era de caixinha, não era fresco (dá para notar só pela cor!), a única coisa realmente notável era o sorvete de baunilha, uma delicia, mas não é fabricado no restaurante, no cardápio o Chef agradece um tal de amigo Feliz pelos sorvetes. O prato custou 22,00 R$.

Dica de Restaurante - Chez L'Ami Martin 12A conta final ficou em 313,00 R$ mais 12% de serviço, com um total de 350,56 R$. Uma média de 175,28, sem esquecer que o prato com a massa não entrou na conta! O serviço foi muito atencioso e cordial, as taças estavam sempre cheias e a mesa estava sempre limpa, o espaço é muito elegante e acolhedor. Fomos os últimos a ir embora do restaurante, por volta das 11:30 da noite e os garçons começaram a “limpar” o salão quando a gente ainda estava no sobremesa e ainda faltava vinho para tomar, um pouco deselegante para o nível do restaurante.

Se eu voltaria lá? Acredito que não. Se eu recomendo? Por enquanto não. Serviço recebido no dia 12-06-2014.

Chez L’Ami Martin
Fashion Mall
Estrada da Gávea, 899
São Conrado, Rio de Janeiro
Telefone: (21) 3322 2005 ou 3322 2698
www.chezlamimartin.com.br

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
As postagem refletem somente a opinião dos autores do blog conforme a experiência no restaurante ou estabelecimento. Todas as dicas deste blog seguem um critério pessoal.

Para a avaliação são usados nossos conhecimentos e experiências vividas, tanto no Brasil e Argentina como nos anos morados na Europa (França, Inglaterra e Espanha) e os mais de 15 países visitados ao longo do tempo. Nossas avaliações também refletem nossa experiencia de anos trabalhando em restaurantes, hotéis e confeitarias de todo o mundo.

  

Torta de Chocolate Branco e Manteiga de Amendoim

Torta de Chocolate Branco e Manteiga de Amendoim 1

Torta de Chocolate Branco e Manteiga de Amendoim

Torta de Chocolate Branco e Manteiga de Amendoim

Tempo de Preparo

1 hora e 1/2

Rendimento

8-10 porções

Custo

Médio

BASE
200 gramas de biscoito maisena ou de leite maltado
60 gramas de manteiga com sal em cubos
60 gramas de chocolate branco

RECHEIO
180 gramas de chocolate branco
180 gramas de manteiga sem sal em cubinhos
4 ovos grandes
150 gramas de açúcar branco
200 ml de creme de leite

COBERTURA
100 ml de creme para chantili
2-3 colheres (sopa) de açúcar de confeiteiro
2-6 colheres de manteiga de amendoim
lascas de chocolate para enfeitar

BASE
Triture os biscoitos e coloque em uma tigela grande, derreta o chocolate junto com a manteiga em banho-maria, até ficar bem liso, despeje sobre os biscoitos triturados e misture para ficar homogêneo. Coloque esta mistura em uma forma com 23 cm de diâmetro de fundo removível, com a costa de uma colher, pressione a massa no fundo e nas laterais da forma, leve para a geladeira para ficar bem firme.
Preaqueça o forno a 180ºC.

RECHEIO
Derreta o chocolate e a manteiga juntos em banho-maria, em uma batedeira bata os ovos com os dois açúcares, até que engrossem e dobrem de volume, misture o creme de leite e depois o chocolate e a manteiga derretidos. Coloque o recheio sobre a massa preparada e leve ao forno preaquecido por 55 minutos, ou até começar a ficar firme. Deixe esfriar totalmente, o ideal é esfriar na geladeira de um dia para o outro. Retire da forma.

COBERTURA
Coloque duas colheres de manteiga de amendoim sobre a torta de chocolate branco, em seguida, bata o creme de leite com o açúcar de confeiteiro (e quatro colheres de manteiga de amendoim – opcional) até o ponto de chantili, coloque por cima da torta e espalhe as lascas de chocolate para decorar.

Dica Là Mere

Para a base usamos a  bolacha de leite maltado da Piraquê, o importante na bolacha é usar a mais seca possível, mas você pode usar uma de sua preferencia. Outra escolha a ser feita para esta receita é a manteiga de amendoim, a mais comum e a mais fácil de encontrar é a amendocrem, você pode usa-la, mas nós escolhemos uma importada da marca Lady Liberty que vem com pedaços de amendoim e é denominada Crunchy (crocante).

  

Você também pode gostar…

Dica da Nutricionista: Diferentes maneiras de usar Quinoa na alimentação

A Quinoa é um grão de origem Andina, considerada pela FAO (Food And Agruiculture Organization of the United Nations) como o alimento mais completo do planeta e devido ao seu grande valor nutritivo, foi escolhido pela NASA para fazer parte do cardápio de astronautas em viagens de longa duração.

Composição: Rica em proteínas de alto valor biológico, contém mais de vinte tipos de aminoácidos, não possui gorduras saturadas, é rica em fibras e ainda tem gorduras de qualidade (poli-insaturadas) que fazem bem a saúde. Vegetarianos têm na quinoa a certeza de consumir uma proteína vegetal de valor biológico que pode ser comparado ao da carne, sem contar as vitaminas (principalmente C e E) e os minerais (cálcio, magnésio e ferro). Não possui glúten em sua composição, ótima opção para portadores de doença celíaca ou pessoas que apresentam alergia ao glúten.

Veja as diferentes formas que encontramos a quinoa e como adicionar este super alimento em seu dia a dia:

GRÃOS

Grãos de QuinoaSempre que for usar a quinoa em grão ela deve ser cozida.
Sugestões de uso: os grãos podem ser adicionados em saladas, no arroz, no quibe, no tabule e em salada de frutas.

FLOCOS

Quinos em FlocosSua aparência lembra a aveia em flocos.
Sugestões de uso: os flocos de quinoa podem ser adicionados na salada de fruta, no mamão, em sucos, vitaminas e em receitas de bolo e tortas.

PÓ/FARINHA

Quinoa em PóA quinoa em pó tem o aspecto de uma farinha, ela pode ser feita triturando os grãos de quinoa no liquidificador.
Sugestões de uso: adicione em receitas variadas de bolo, tortas, doces e salgados.

Gostaram das dicas? Deixe seu comentário.

Fotos: internet.

  

Você também pode gostar…