Blodies do Gordon Ramsay

O blondie é uma versão “loira” dos famosos brownies, não é um brownie com chocolate branco, nada disso, alguns blodies nem levam chocolate, apenas farinha, açúcar mascavo, manteiga, ovos, fermento e baunilha. O que se assemelha ao seu parente próximo é a textura: bordas e crosta extremamente crocantes e no centro, um delicioso e macio “recheio”.

Blondies - Gordon Ramsay 1Esta receita de blondies é do Gordon Ramsay, feita com cramberry seca e chocolate branco em pedaços. Maravilhosa! Acompanhe o vídeo passo a passo e no final a receita com todos os detalhes.

Blodies

Tempo de Preparo

1 hora

Rendimento

9 pedaços

Custo

Médio-Baixo

230 gramas de manteiga
340 gramas de açúcar1 pitada de sal
1 colher (chá) de extrato de baunilha
2 ovos
280 gramas de farinha
1/2 colher (chá) de bicarbonato
1 colher (chá) de fermento em pó
240 gramas de chocolate branco
4-5 colheres (sopa) cramberry
q/n de manteiga (para untar)

Preaqueça o forno a 180º C. Unte uma forma quadrada de 23cm com um pouco de manteiga, coloque papel manteiga e reserve. Derreta a manteiga e em seguida misture no açúcar, com uma pitada de sal, até a mistura ficar fofinha. Adicione o extrato de baunilha e os ovos levemente batidos, misture.  Coloque o bicarbonato de sódio e o fermento em pó, em seguida coloque metade da farinha de trigo, misture e acrescente o restante, misture bem. Adicione o cramberry e o chocolate branco e coloque a mistura na forma, deixe bem lisinho e leve ao forno por 35 a 40 minutos. Tire do forno e espere esfriar por completo, retire da forma e corte em porções. Os blodies duram até uma semana fora da geladeira.

  

Dica de Restaurante: Killka (Salentein) – Mendoza

Killka - Salentein 2Começamos nossa visita à Vinícola Salentein com um belo almoço no restaurante da bodega, o Killka. O restaurante e a vinícola ficam na região do Vale do Uco e dos Andes, com uma paisagem estonteante. Certamente um dos melhores restaurantes que já comi na Argentina, representando muito bem as raízes gastronômicas do país.

Killka - Salentein 5Começamos o almoço com um vinho de corte, o Grand Callia 2007 (160 pesos) da linha Premium, excelente e com ótimo preço. A carta de vinho oferecia vinhos de 350 à 27 pesos.

Killka - Salentein 3De entrada pedimos Provolone a la plancha com cebolas e pimentas defumadas com pesto Andino e Brotos de Rúcula (69 pesos). Maravilhoso, recomendo muito!

Killka - Salentein 4E também pedimos as Mollejas grelhadas, sobre pão de alho com abóbora grelhada e molho de cebolinha. Molleja é a glândula timo do boi e é um prato típico Argentino. Um pouco complicado para o paladar do brasileiro, mas extremamente saborosa (70 pesos).

Killka - Salentein 7De prato principal pedimos o Ojo de Bife com batatas e champignon salteados à provençal. Carne suculenta e muito saborosa, recomendadíssimo (110 pesos)!

Killka - Salentein 6Pedimos também o Bife de Costilla grelhada sobre legumes assados com molho chimichurri Andino. Tudo cozido com perfeição, delicioso (115 pesos)!

Killka - Salentein 11Bom vinho, boa comida, linda vista e maravilhosa companhia.

Killka - Salentein 8De sobremesa pedi Creme de limão, biscuit cítrico e morangos (39 pesos).

Killka - Salentein 9Depois do almoço seguimos para o Tour na Vinícola, eu falo sobre este passeio aqui:  Visita & Degustação: Vinícola Salentein – Mendoza, vale a pena conferir.

Killka, Bodegas Salentein
Ruta 89 s/n, Finca La Pampa
Los Arbole, Tunuyan – Mendoza, Argentina
+54 02622 429 500
reservas@killkasalentein.com
www.bodegasalentein.com
 

CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO
As postagem refletem somente a opinião dos autores do blog conforme a experiência no restaurante ou estabelecimento. Todas as dicas deste blog seguem um critério pessoal.

Para a avaliação são usados nossos conhecimentos e experiências vividas, tanto no Brasil e Argentina como nos anos morados na Europa (França, Inglaterra e Espanha) e os mais de 15 países visitados ao longo do tempo. Nossas avaliações também refletem nossa experiência de anos trabalhando em restaurantes, hotéis e confeitarias de todo o mundo.

  

Dicas da Milena: Papinha de Abacaxi & Baunilha

Essa papinha com certeza é a minha favorita! É deliciosa e saudável, a Milena adorou e eu também, hehe (experimente comer com iogurte, humm).

Papinha - Compota de Abacaxi e Baunilha 1Use um abacaxi bem maduro, para a papinha ficar bem docinha, a baunilha é opcional, mas ela ajuda nos distúrbios do sono e é conhecida pelos seus poderes sedativos naturais.

Papinha - Compota de Abacaxi e Baunilha 2

Papinha de Abacaxi com Baunilha / 6 meses +

Tempo de Preparo

30 minutos

Rendimento

2 potinhos de 100 gramas

Custo

Baixo

1/2 abacaxi
1/4 de fava de baunilha
água filtrada

Descasque e corte o abacaxi em cubos pequenos e coloque em uma panela, cubra com água até a metade. Corte a fava de baunilha ao meio e logo ao meio na horizontal. Com a ponta de uma faca, raspe o interior desse 1/4 de fava e retire as sementes, junte o 1/4 de fava e as sementes com o abacaxi. Leve a panela ao fogo alto até ferver, assim que levantar fervura, abaixe o fogo e tape a panela. Deixe cozinhar por 20 minutos ou até que o abacaxi esteja bem cozido, acrescente mais água se necessário, mas só apague o fogo quando toda a água tiver evaporado. Retire a fava de baunilha e passe a preparação por um processador de alimento. Divida em porções e congele se necessário. Esta compota dura por 2 dias na geladeira e até 1 mês no freezer.

Dica Là Mere

Embale bem e congele o restante da fava de baunilha e use em outras preparações quando precisar.

  

Nhoque de Batata ao Sugo

Esta receita é apreciada pela família há muito tempo, o Nhoque fica muito leve, praticamente derrete na boca, o molho é suave e extremamente saboroso, esta combinação traz ao paladar uma perfeita harmonia e gostinho de quero mais. Leva um tempinho para fazer, mas vale cada minuto dedicado.

Nhoque de Batata com Molho de Tomate e Manjericão 1

Nhoque de Batata

Tempo de Preparo

2 horas

Rendimento

4 porções

Custo

Baixo

1 quilo de batatas descascadas
170 gramas de farinha de trigo
120 gramas de maisena
1 ovo
30 gramas de manteiga
1 colher (chá) de sal
1/2 colher (café) de pimenta branca
1/2 colher (café) de noz moscada

Corte as batatas e cozinhe em bastante água com sal, cuidando para não passarem do cozimento, escorra bem e volte para a panela quente sem a água e abafe por uns 5 minutos. Após esse tempo, passe as batatas ainda quentes por um espremedor de batatas, coloque a manteiga no centro e deixe esfriar. Quando as batatas estiverem frias, acrescente o ovo, a farinha, a maisena, a pimenta branca, a noz moscada e o sal, só então una os ingredientes sem amassar (se amassar muito precisará de mais farinha deixando os nhoques duros logo após o cozimento). Em uma mesa enfarinhada, faça rolinhos com a massa e corte em pedaços pequenos com 2 cm, transfira os pequenos nhoques para uma vasilha (assadeira grande enfarinhada) sempre usando bastante farinha para que os nhoques não se unam novamente, esse trabalho deve ser feito com muito carinho, para que os nhoques continuem com o mesmo formato. Após ter feito toda a massa, cozinhe os nhoques aos poucos, em uma panela com bastante água fervente com sal e um pouco de óleo, os nhoques estarão cozidos quando subirem na superfície da água, retire com uma escumadeira, coloque em uma travessa de servir e cubra com o molho de tomate e queijo ralado (toda vez que retirar uma leva de nhoque deve ser colocado molho para que os nhoques não grudem).

Dica Là Mere

Compre as batatas mais ou menos do mesmo tamanho e tente corta-las iguais, para um cozimento por igual, já que pedaços desiguais tendem a cozinhar demais.

Molho ao Sugo

Tempo de Preparo

1 hora

Rendimento

4 porções

Custo

Baixo

10 tomates italiano bem maduros
3 dentes de alho amassados
1 cebola pequena
1/2 alho poró pequeno
3 raminhos de tomilho fresco
3 colheres de salsinha e cebolinha
10 folhas de manjericão
1 colher (sopa) rasa de sal
1 colher (café) de pimenta branca
1 colher (sopa) de maisena
2 colheres (sopa) de óleo ou azeite

Lave bem os tomates corte-os em quatro e bata no liquidificador com 1 copo de água, reserve. Em uma panela coloque o óleo acrescente a cebola, os alhos e o alho poró fatiado, deixe dourar bem, acrescente os tomate batidos, as ramas de tomilho, a salsinha, a cebolinha, e 5 folhas de manjericão, quando levantar fervura abaixe o fogo e deixe reduzir um terço, após este tempo peneire o molho apertando bem com uma colher, para extrair toda a polpa do tomate, leve ao fogo novamente, acrescente o sal e a pimenta e deixe ferver em fogo baixo por mais uns 10 minutos, prove o sal e a pimenta, se houver necessidade acrescente mais um pouco, dissolva a maisena em 4 colheres de água e junte ao molho mexendo sempre para não empelotar, desligue o fogo coloque o manjericão restante, tampe a panela, aguarde uns 5 minutos e utilize.

Dica Là Mere
Use maisena para engrossar os molhos com tomate fresco, assim você não corre o risco do molho se separar no prato, por um lado a polpa, do outro água.

  

Dicas da Milena: Papinha de Manga & Banana

Minha papinha preferida!

Papinha de Manga e Banana 1

Papinha de Manga & Banana / 4 meses +

Tempo de Preparo

25 minutos

Rendimento

3 potinhos de 100 gramas

Custo

Baixo

1 manga-aden
1 1/2 banana prata
1/2 copo de água filtrada

Descasque e corte a manga em cubos, descasque e corte a banana em rodelas, coloque em uma panela e cubra com a água, ligue o fogo e deixe ferver. Assim que levantar fervura, abaixe o fogo e tampe a panela. Cozinhe por 10 minutos, desligue o fogo, espere esfriar levemente, passe as frutas pelo processador de alimentos. Distribua em potinhos esterilizados com boa vedação, na geladeira a papinha dura 2 dias e no freezer por até 1 mês.