Alcatra com Limão e Tomilho

.

Alcatra com Limão e Tomilho

Tempo de Preparo

30 minutos

Rendimento

4 porções

Custo

Médio

1 filé de coração de alcatra maturada,
com 2,5 cm de altura (+ ou – 600 gramas)
1 maço pequeno de tomilho fresco
2 dentes de alho amassados
1/2 limão (casca e suco)
1/2 colher (chá) de sal
q/n de pimenta-do-reino
q/n de azeite de oliva

Coloque para esquentar no fogo forte do fogão uma grelha ou uma panela de fundo grosso, esfregue sal e pimenta-do-reino nos dois lados da carne, na lateral e na gordura. Regue com azeite de oliva e grelhe por 4 minutos de cada lado (é essencial que a grelha ou a panela esteja bem quente, soltando fumaça) e lembre-se, como a marinada é feita após a carne estar grelhada, o limão da marinada ainda vai cozinha-la um pouco mais.

Enquanto a carne grelha, coloque as folhas de tomilho, o alho picado fino, a casca e suco do limão numa vasilha grande e rasa e misture. Quando a carne estiver pronta, transfira para esta marinada e deixe a carne descansar por 4 minutos de cada lado. Retire da marinada e coloque em uma tabua e corte a carne em fatias finas.

Para acompanhar, cozinhe brócolis por 4 minutos em água fervente com sal, retire da água e coloque em uma vasilha com água bem gelada para dar um choque-térmico e manter a cor do brócolis, passe na mesma marinada da carne ou tempere como preferir.

  

Você também pode gostar…

Cupim Assado

.

Cupim Assado

Tempo de Preparo

3 horas e 30

Rendimento

4 porções

Custo

Médio Baixo

1 cupim de mais ou menos 1 quilo e 1/2
1 colher rasa (sopa) de sal
1 colher (chá) de paprica
1 pimenta vermelha seca
5 dentes de alho
1/2 cebola
1 punhado salsinha e cebolinha
1 punhado de tomilho fresco
2 folhas de louro
1 xícara (chá) de vinho branco

Faça cortes rasos em diagonal no cupim formando losangos -no lado onde fica a capa de gordura. Bata todos os ingredientes em um processador de alimentos. Em uma vasilha, coloque a carne e os ingredientes processados, envolvendo bem, cubra com filme plastico e deixe na geladeira de um dia para outro. No dia seguinte retire a carne da geladeira meia hora antes de ir ao forno. Prepare um saco de assar com uma colher de farinha, chacoalhe bem e coloque a carne com todos os temperos e líquidos. Feche o saco, faça dois furos para a saída de ar e coloque dentro de uma assadeira. Leve ao forno preaquecido a 180ºC por 3 horas. Retire do forno e deixe descansar por 10 minutos. Retire com cuidado do saco de assar e sirva.

  

Batatas ao Molho de Mostarda

.

  

Lula Rápida com Maionese de Alho

.

Lula Rápida com Maionese de Alho

Tempo de Preparo

30 minutos

Rendimento

4 porções

Custo

Baixo

500 gramas de lula
2 colheres (sopa) de amido de milho
4 colheres (sopa) de semolina
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de paprica
q/n de óleo para a fritura

1 dente de alho
4 colheres (sopa) de maionese neutra

Corte a lula em anéis de 1 cm e seque bem com um pano de prato limpo ou com papel toalha, retire todo o excesso de água. Misture o amido de milho, a semolina e os temperos em um saquinho plastico de congelar alimentos. Coloque os anéis de lula no saquinho e agite bem para que fiquem cobertos pela mistura de farinha. Aqueça uma boa quantidade de óleo em uma panela e quando estiver bem quente, frite porções de lula até que fiquem douradas e crocantes -alguns minutos são o suficiente.

Rale o alho e misture na maionese. Sirva com a lula frita.

  

Paris, Je t’aime ♥: Fauchon Paris

A HISTÓRIA

A casa francesa Fauchon foi criada por Auguste Fauchon, originalmente comerciante de vinhos e vendedor de rua. Sua primeira loja teve sede na famosa Praça de La Madeleine em 1886. Aos poucos anos de vida, a loja ficou famosa a nível internacional, dado a alta qualidade dos seus produtos e belíssimas embalagens.

Em 1898 Fauchon abriu seu primeiro salão de chá em Paris, onde servia seus famosos chás -um dos produtos mais vendidos daquela época e de hoje. Com o passar do tempo, desenvolveram novos tipos de chás, criando se os primeiros chás aromatizados dos anos 60 e os primeiros chás de pétala de flor nos anos 70.

Durante mais de um século, Fauchon serviu a realeza, aos ricos e famosos. A casa de luxo virou provedora de chás para os ricos, produtos de confeitaria para os políticos e caviar para as estrelas de cinema. Chamava tanto a atenção que, em 1968 franceses radicalistas arrombaram a loja situada na Praça de La Madeleine e em um ataque estilo Robbin Hood, distribuíram Foie Gras aos pobres.

Em 1952 a companhia foi vendida a José Pilosoft, antigo dono da famosa marca francesa de chocolate “Chocolat Poulin”. José Pilosoft foi o responsável pelo desenvolvimento internacional da marca, abrindo Fauchon em vários países. Depois que José Pilosoft faleceu em 1981, sua filha tomou as rédeas da empresa por 4 anos. Em 1985 ela falece em um incêndio ocorrido em uma das lojas, passando a loja a sua filha, Martine e ao seu marido Philippe Prémat. Tomar o poder resultou extremamente difícil para Martine Prémat, os produtos se converteram em banais, assim como os erros de gestão, a marca Fauchon foi perdendo atrativo e dinheiro e em 1997 o rumor em Paris era de que Fauchon quebraria.

Em 1998 a empresa é vendida a Laurent Adamowicz que rompe a imagem de burguês e elitista de Fauchon. Organiza e reestrutura por completo a marca, a imagem, a indentidade gráfica, os logotipos e toda a gama de embalagens. Laurent também coloca em marcha 700 novos produtos, introduzidos ao mercado desde 1998 até 2003 e por ultimo a pagina web.

Em 2000, baixo sua direção, Fauchon se converte de novo em uma empresa em crescimento e rentável. Abrindo lojas em Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Meio Oriente, Europa e finalmente nos Estados Unidos. Depois que Pierre Hermé e seu aluno Sebástien Godard deixaram a empresa no ano de 2000, Christophe Adam assumiu o posto para dirigir o departamento da confeitaria de Fauchon.

Em 2004, Laurent Adamowicz devido a dificuldades com seus sócios, renunciou seu assento de presidente a Michel Ducros. Logo em uma estratégia (de se estranhar) Ducros vende para seu maior concorrente francês, o grupo Lenôtre, nove de suas 12 lojas satélites em Paris. Ainda assim, a rede continua com 650 pontos de venda espalhados por 23 países.

NOSSA VISITA

Fauchon Paris 5

Começamos pelos “salgados”. Este foi um delicioso mil folhas de creme de queijo e legumes.

 

Fauchon Paris 7

Este foi feito com peixe branco, tomates confit e cherry, zucchini e azeitonas.

 

Fauchon Paris 8

Este Petit Gateau Sale de Salmão, cream cheese e gergelim estava maravilhoso!

 

Fauchon Paris 9

Nossa parte preferida: Os doces! Este Savarin era de Baunilha e morango.

 

Fauchon Paris 10

E este era um Savarin tradicional de rum.

 

Fauchon Paris 11

Este era de massa pâte a choux com creme de Baunilha e Rosas.

 

Fauchon Paris 12

Vitrine com as Tortas de Morango.

 

Fauchon Paris 4

Vitrine em 2010, dia das Mães.

 

Fauchon Paris 13

Área externa, Fauchon Place de la Madeleine.

PARA LEVAR

As lojas Fauchon contam com uma variedade de 125 tipos chás, 119 sabores de conserva, 75 grãos de café, 38 de mostarda, 131 de geleias, 30 de foie gras, 50 de mel, além de champanhe, marrons glacês, morangos e águas de rosas com rótulo próprio e muita coisa que enlouquece os gourmets.

Fauchon Paris 1

Caixas de Macaron sortidos.

 

Fauchon Paris 2

Cesta com Frutas Confitadas, Amêndoas, Patês de Fruit e etc.

 

Fauchon Paris 3

Caixa com Mostarda, Chás, Foie Gras e etc.


Fauchon

30 Place de la Madeleine
75008 Paris, França
+33 1 70 39 38 00
www.fauchon.com