Fava de Baunilha

A baunilha (Vanilla planifolia) é uma pequena vagem da orquídea, originária do México. Os Astecas a utilizavam para aromatizar o chocolate. Depois do descobrimentos da América foi trazida à Espanha pelos colonizador Fernão Cortés, assim como o chocolate. É usada na aromatização de sorvetes, chocolates, bebidas e produtos de confeitaria, além de ser utilizada também em perfumaria e planta medicinal. Ela é considerada um aromatizante por interferir de forma benéfica no sabor final da preparação, além de ajudar na preservação dos alimentos.

Hoje o México não ocupa mais o posição de maior produtor e poucas famílias ainda vivem exclusivamente do cultivo da Baunilha. No momento Madagascar é responsável por 90% da produção mundial, que é calculada em 1200 toneladas por ano.

Fava de Baunilha 1

A PLANTA

A Baunilha somente é cultivada pelo valor dos seus frutos, pois suas flores não tem beleza comercial. Ela é uma planta trepadeira, com caules cilíndricos, de 2 centímetros de espessura e coloração verde. Podem atingir 1,5 – 2,0 metros de altura. Devido ao seu tipo de crescimento, todas as especies precisam de um suporte onde o caule possa se prender. Quando elevadas, deixam seus ramos pendentes e assim florescem. O fruto ou vagem é alongado medindo entre 20 – 25 centímetros de comprimento e 3 de espessura.

Para um bom desenvolvimento, ela precisa ser plantada em ambiente meio sombrio, onde a luz solar direta deve penetrar na proporção ideal de 50%. Para atender essa proporção, o plantio é feito dentro de bosques, capoeiras rareadas, sob plantas cultivadas especialmente para este fim ou dentro de ripado. São plantas que precisam de luminosidade moderada, umidade constante e frequentes doses de fertilizantes.

É do interior da fava que saem os minúsculos grãos que exalam um perfume doce e delicado da autentica Baunilha. A substância química que dá o aroma da baunilha é a Vanilina. Para obter a Vanilina as vagens de Baunilha precisam passar por um processo bastante longo. Primeiro devem amadurecer durante muitos meses antes de serem colhidas. O processo propriamente dito envolve muitas manipulações: Calor inicial, secagem ao sol, ser curada na sombra, seleção e empacotamento.

Baunilhas ao sol

ESPÉCIES (Por nomes Comerciais)

Bourbon: é a baunilha da espécie V. Planifolia cultivada nos arredores do Oceano Índico (Reunião, Madagascar, Comores).

Mexicana (Mexican vanilla): feita com as unidades nativas da V. Planifolia, é produzida em quantidade bastante limitada e tem o apelo de ser a baunilha original.

Taitiana (Tahitian): é o nome da baunilha produzida na Polinésia Francesa, análises genéticas mostram que esta espécie V. Tahitiensis é um possível cruzamento de V. Planifolia e V. Odorata.

West Indian: é o nome dado as baunilhas da espécie V. Pompona cultivadas no Caribe, Américas Central e do Sul.

UTILIZAÇÃO

Para o preparo de receitas, a baunilha deve ser utilizada deitando-se a fava sobre uma superfície plana e dividindo-a ao meio, no sentido longitudinal. De seu interior saem minúsculas sementes, que são adicionados à receita. A casca, que também tem sabor, pode ser utilizada em infusões, como no leite que será utilizado na confecção de um creme, ou no açúcar.

.

Pierre Hermè - Infiniment Vanille

Pierre Hermè – Infiniment Vanille

COMO COMPRAR

Escolha as favas com aspecto flexível e brilhantes, “gordas” ou com bastante “polpa”, de preferência embaladas a vácuo.

CURIOSIDADES

Na área medicinal, a baunilha tem propriedades excitantes. Estudos indicam que a baunilha vem tendo sucesso no favorecimento da digestão. Também é considerada afrodisíaca, anti-séptica e estimulante natural.

SAIBA MAIS

Vídeo de Produtores de Baunilha no México. – Em espanhol.

Viaje al centro de la vainilla: La siembra (parte 1)

Viaje al centro de la vainilla: El beneficiado (parte 2)

Viaje al centro de la vainilla: La clasificación y la extracción (parte 3)

Viaje al centro de la vainilla: El precio (parte 4)

Viaje al centro de la vainilla:La producción (parte 5)

Viaje al centro de la vainilla:¿Natural o artificial? (parte 6)


Viaje al centro de la vainilla:
Los usos (parte 7)

RECEITA

Extrato de Baunilha Natural

Tempo de Preparo

10 minutos

Rendimento

250 ml

Custo

Médio

2 Favas de Baunilha
1 xícara de Vodca
1 Pote pequeno de vidro esterilizado.

Abra as favas de baunilha pela metade para deixar as sementes expostas, coloque no pote de vidro já esterilizado e acrescente a vodca. Agite bem e deixe o pote em local fresco e escuro. Deixe o extrato “madurar” por pelo menos de 2 meses antes de utilizar. Lembre-se de agitar o pote de vez em quando.

  
Stéphanie

Sobre Stéphanie

Stéphanie Calderaro é formada em Artes Culinárias pelo Instituto de Artes Culinárias Mausi Sebess na Argentina. Morou dois anos em Paris, onde estudou na L'ecole Lenôtre Paris e desfrutou da maravilhosa Pâtisserie e Boulangerie francesa. Também fez estágios na Inglaterra e Espanha. Suas postagens são cheias de informação e suas receitas simples com um toque gourmet.
Esta entrada foi publicada em Gastrocultura e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>